Buscar
  • Rev. Renê Montarroios

PERDÃO, RESTAURAÇÃO E A VIDA ABUNDANTE.



Rev. Nilson Silva.


“É vida que nasce da morte, é vida que traz o perdão”, esta pequena frase é trecho de uma belíssima canção que ouvi repetidas vezes e sua mensagem, falava ao meu coração de maneira profunda, impactante, levando-me sempre a meditar acerca do grande amor de Deus por mim, sua inaudita Graça, seu Poder restaurador, a segurança que nos concede desde o dia que nos alcançou por sua Misericórdia manifesta no Calvário, na Pessoa Bendita de Nosso Senhor Jesus Cristo. Sim, pois foi lá, naquela Cruz que obtivemos seu perdão. Mas esta realidade do perdão divino que todos alcançamos, é compartilhada por cada vida de maneira particular. Minha experiência é tão somente minha, mas quantos foram os que passaram pela experiência de regeneração em Deus? São muitos os testemunhos de pessoas resgatadas, libertas, havendo recebido o perdão de pecados e uma tão grande e poderosa Salvação.

Um dos testemunhos recorrentes é aquele, nos quais, algumas pessoas ao receberem a nova vida em Cristo, sentiram haver alcançado verdadeira libertação, uma paz que invadiu o ser como nunca houvera sentir-se assim. Outro tipo de narrativa, é aquela que a pessoa que nasceu de novo, diz haver percebido como se um peso lhe fosse retirado, há para estes, um verdadeiro sentimento de alívio. Ora mas foi o próprio Senhor Jesus que certa feita, disse: “Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração e achareis descanso para a vossa alma” (Evangelho de Mateus 11.28 e 29).

O Mestre Jesus, asseverou que todos que andassem confiantemente com Ele, podiam descansar Nele, uma vez que seriam aliviados dos “pesos” que os detinham no viver diário. É esta a história que todos conhecemos, o homem, criado por Deus, que tomou a decisão de querer viver independente, livre e distante de seu Criador. Conseqüências? Sim, muitas, razão pela qual a Escritura Sagrada, repetidas vezes fala do abismo que se colocou entre nós e o Deus Todo Poderoso. E Paulo, Apóstolo, escreveu em sua Carta à Igreja que estava em Roma, assim, “... pois todos pecaram e carecem da glória de Deus,” (Paulo, Aos Romanos 3.23). Esta distância entre nós e Deus, revela dia a dia, como somos por causa do pecado, como sofremos, pois sempre buscávamos nossos interesses e vivíamos como se Deus não existisse.

Em síntese, quanto mais distantes Dele, mais fadados aos fracassos em várias áreas da vida. Já se disse, que o maior empecilho ao homem, não são seus pecados, que podem ser muitos, mas, a natureza pecaminosa com a qual todos vieram a este mundo. Quem poderá nos livrar?

Foi justamente a pergunta que possivelmente, o Apóstolo fizera. Prontamente ele mesmo encontrou a resposta e a escreveu em sua Carta enviada aos Cristãos em Roma, “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus. Porque a lei do Espírito da vida, em Cristo Jesus, te livrou da lei do pecado e da morte” (Paulo, Aos Romanos 8. 1 e 2).

Esta maravilhosa verdade da parte de Deus, não foi somente para os ouvintes de Jesus, quando Ele esteve na Terra, não. A mensagem de Salvação em Deus, é também para nosso tempo, não foi somente para os dias de Paulo, o Apóstolo. Não. Esta tão grande e poderosa Salvação é anunciada neste momento, enquanto estas palavras que aqui escrevo são agora lidas por ti, por tua família, por teus amigos e colegas do trabalho, da faculdade, do clube, ou até mesmo teu mais achegado vizinho, é a mensagem que chega agora, aí aonde você pode ser encontrado pelo Senhor Deus. Anúncio feito e que o encontra quem sabe, com tanta angústia, com mágoas, com ressentimentos, com pesares ou em aflições. É assim mesmo que o amor e a Graça do Senhor te encontram neste teu caminhar, quem sabe possivelmente, uma longa caminhada, mas no sentido contrário a Deus e à Sua Santíssima Justiça, o caminho sinuoso que todos percorremos em algum tempo que nos leva tão somente à vida comprometida com o pecado e seus malditos frutos.

Quantas vezes, por causa do pecado, tivemos tantos problemas, enfrentamos tantas dificuldades e tivemos nossos planos e projetos frustrados? Somente Deus, Sua Graça Salvadora, poderão nos conceder o perdão e a vida eterna por Cristo Jesus, Senhor Nosso. E então, tendo Deus nos assegurado seu perdão restaurador, podemos viver a vida abundante que o Senhor Jesus nos concede. Não deseja você viver segundo os padrões estabelecidos por Cristo? A vida abundante que Cristo nos concede, é muito mais que religião, é vida que traz o perdão divino e a proposta bendita de viver cada dia na dimensão que somente o Evangelho pode conceder.


No amor redentor do Cristo,

Rev. Nilson Silva.

Campo de Recife/PE.

30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo