Buscar
  • Igreja Anglicana Reformada

Envolvendo crianças com oração

Por Jaqueline Santos


Orar é falar com Deus. Mostre para a criança que Deus está atento a sua voz. Ensine que Ele tem prazer em escutá-la falar do seu dia, das suas alegrias, dos seus medos e tristezas. Faça com que a criança perceba Deus como alguém presente em sua vida e que ela poderá falar com Ele a qualquer momento.

Todos nós, filhos de Deus, podemos orar. Mostre à criança que, como filhos, somos amados e podemos falar com o Pai por meio da oração. Incentive a criança a confiar no amor de Deus. Revele a importância de escolher um local especial onde a criança poderá orar diariamente, mas mostre também que onde estivermos poderemos falar com Deus. Ele é o amigo sempre presente em qualquer lugar. Jonas orou na barriga do peixe (Jn 2.1-9). Lídia orou na margem do rio (Atos 16.13). Paulo e Silas oraram na prisão (Atos 16.25).

Devemos orar a qualquer hora: sem cessar (1Ts 5.17), em todo tempo (Ef 6.18) ou em momentos especiais: “… de manhã te apresento a minha oração…” (Sl 5.3b);“À tarde, pela manhã e ao meio-dia, orarei…” (Sl 55.17); quando tivermos problemas (Fp 4.6); quando estivermos contentes (Sl 96 e 100). Ore com a criança pela manhã agradecendo a noite de sono. Ore antes das refeições. Ore nos momentos de alegria. Ore nas dificuldades. Ore pela família. Ore pelos não crentes. Desta forma, a criança entenderá na prática o que é orar em todo o tempo.

Devemos orar porque Deus quer ter comunhão com os seus filhos (Tg 4.8a). Fale sobre amizades verdadeiras. Mostre como é bom passar tempo com aqueles de quem gostamos. Ensine à criança que Deus tem prazer em passar tempo conosco e o quanto ela também poderá sentir alegria em ter a amizade de Deus e poder falar com Ele a todo momento. Ensine que oração é um relacionamento.

Para ensinar sobre oração, você não precisará forçar a criança a ficar horas de joelhos. Seja simples. Faça várias vezes momentos de oração até que se torne algo tão natural para ela que fará isso por si mesma.

Conduzindo um período de oração com crianças

Diferentes pessoas podem conduzir esse momento: os pais, o discipulador, o professor (da EBD) etc. Algumas dicas podem ajudar você a ensinar a criança sobre oração:

  • Ser breve no momento de oração;

  • Usar palavras simples e curtas;

  • Incluir a si mesmo na oração, usando o “nós”;

  • Usar recursos visuais para motivar as crianças a orar, como por exemplo o Cartão Alvo de Oração ou o Relógio de Oração, que sempre vêm no Caderno Infantil da campanha missionária de Missões Nacionais e que motiva a intercessão pelos missionários;

  • Usar um cântico de oração para criar um ambiente reverente; esperar sempre o silêncio e a reverência.

Algumas crianças sentem medo ou vergonha de orar em público. Comece orando com ela em casa, depois no PGMI até que adquira coragem e se sinta à vontade para orar em público. Respeite o temperamento de cada criança. Algumas são mais tímidas do que outras e o desejo de não orar em público pode estar muito mais relacionado com a timidez do que com o hábito de orar.



#Crianças #Oração #Fé

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo